Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Literatura: Tá gravando. E agora?

Imagem
  Olá meninas, olá meninos, olá internet!   O livro "Ta gravando. E agora?" é o segundo livro de Kéfera Buchmann. Kéfera (miga, me nota) é atriz, youtuber, escritora e o que mais ela quiser ser.   Eu ganhei esse livro das lindas do BD Fashionista no amigo secreto de blogueiras (clica no link pra ver o vídeo). Não sei porque demorei tanto pra fazer esse post porque li o livro todo no dia que recebi.   O livro se trata do processo de criar um vídeo para o youtube, em como é normal as vezes não se ter ideias. Kéfera conta como começou, quais eram suas inseguranças e dá dicas que a ajudaram se soltar enfrente as câmeras e a criar cada vez mais.   Estava super ansiosa para ler esse livro, queria agradecer novamente as meninas do BD Fashionista, eu amei o presente!   O livro tem 108 paginas, é curtinho mas mesmo assim foi escrito de maneira leve, era como se eu estivesse ouvindo a Kéfera em um dos seus videos.   Adorei e super recomendo a leitura,

Nutrição com óleo de coco

Imagem
  Olá meninas, olá meninos, olá internet! (Foto do resultado da nutrição)   Receitinha de nutrição capilar com óleo de coco! Fica maravilhoso, eu amei o resultado e meus cachos ficaram super definidos porem leves!   Você vai precisar de um creme de nutrição (a sua escolha) e óleo de coco extra virgem em estado liquido.   A quantidade depende do seu cabelo, eu usei duas colheres de creme e três de óleo de coco. Deixe de 20 até 30 minutos e enxague, finalize como de costume!   Quero saber de vocês, me contem nos comentários o resultado de você! E não precisa ser só cacheada hein 😊   Dois beijos!

Dia internacional da mulher: a história

Imagem
(Imagem retirada do site  Agência Brasil EBC )    Oito de março é conhecido como dia internacional da mulher, como qualquer “dia de alguma coisa” as pessoas celebram, fazem campanhas publicitárias, dão flores e chocolates, mas não se recordam do real motivo.   É muito comum quando se aproxima essa data ouvir musicas, dedicatórias, sorteios de brindes para a mulher, felicitações. Mas é igualmente comum a pergunta “o que há de tão especial?” “Por que não existe um dia do homem?” O dia do homem, aliás, é dia quinze de julho, mas esse não é o problema. Porque é preciso esconder a história atrás do consumismo? Porque é preciso diminuir o dia e a luta de outras pessoas?   Você sabe por que existe um dia para a mulher?   Durante a metade do século XIX até o começo do século XX as mulheres começaram a reivindicar direitos trabalhistas e sociais, na Europa e nos Estados Unidos da América (EUA).    No dia 08 de março de 1857 em uma fábrica de tecidos em Nova York, os funci